O que está buscando?

Alunos do SESI Campinas são finalistas na FEBRACE com o protótipo armadura esquelética

Objetivo é melhorar a acessibilidade para os deficientes

 Por: Sesi Amoreiras
17/03/202116:14- atualizado às 09:03 em 22/04/2021

A escola SESI Campinas Amoreiras é finalista da FEBRACE (Feira Brasileira de Ciências e Engenharia), com o trabalho “Armadura Esquelética para Paraplégicos”. O objetivo do projeto é melhorar a autoestima e elevar o grau de independência da pessoa que tem lesão medular; tirá-la da cadeira-de-rodas, dando maior mobilidade e acessibilidade, levando em consideração os fatores psicológicos vitais para a saúde do indivíduo.

O projeto foi desenvolvido pelos alunos João Vitor Montanari da Silva e Thiago de Lucca Almeida Lima, com a orientação da Professora Ana Paula Tirolo Carazzato. Juntos eles utilizaram o método de engenharia para a construção de um dispositivo capaz de deixar uma pessoa paraplégica em pé.

A orientadora do trabalho, Ana Paula Tirolo Carazzato, destaca a importância da pesquisa.  "Um projeto com potencial para transformar a realidade da comunidade, tem relevância social e é interessante para sociedade. Baseado nos 4 pilares do Ensino Médio da Rede Sesi, os estudantes desenvolveram uma pesquisa clara e concisa com uma temática extremamente relevante pelos benefícios que o exoesqueleto poderá vir a proporcionar, em termos de minimizar as complicações apresentadas habitualmente pelos pacientes com lesão medular. Parabenizamos aos pesquisadores e exortamos-lhe a prosseguir na pesquisa até sua segura e reproduzível aplicabilidade".

Para chegar ao resultado os alunos trabalharam com pesquisas bibliográficas em literaturas científicas sobre paraplegia, entrevistas com engenheiro mecânico, mestre em ciências da computação, fisioterapeutas especializados em neurologia e técnicos na área de automação e eletrônica. O trabalho foi premiado na 8ª mostra de Ciências e Tecnologias da 3M.

O protótipo foi criado em pequena escala do exoesqueleto elétrico, usando uma boneca de pano como modelo. Como parte do resultado parcial, a boneca conseguiu se sustentar em pé.

A 19ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE) acontece entre os dias 15 e 26 de março. Na Plataforma Virtual é possível acompanhar a mostra dos projetos e votar no preferido. A cerimônia de premiação será no dia 27/3 com transmissão pelo Youtube.

 

Mapa educacional foi premiado na 8ª mostra de Ciências e Tecnologias da 3M

 

Também criado por alunos da Escola SESI Campinas Amoreiras, o mapa educacional, que possui diversidades interativas direcionadas para enriquecimento cultural e auxílio no aprendizado de deficientes visuais, foi premiado na 8ª mostra de Ciências e Tecnologias da 3M, em dezembro de 2020. Com orientação da professora Raquel Gomes, o projeto foi desenvolvido pelas alunas Giovanna Contel Kohn, Larissa Ribeiro Lucilio e Mariana Fernandes Gonçalves Franco.

A ideia surgiu a partir da reflexão sobre a dificuldade encontrada no ensino de deficientes visuais e como podem ser afetados por não terem a acessibilidade necessária para seu aprendizado igual ao dos outros alunos. Ele foi construído em alto relevo para que pudessem tocar e sentir as delimitações dos continentes e possui áudios com curiosidades culturais de diversos países.  

 

*Foto das alunas e professora, com o Mapa, em apresentação na escola, antes da pandemia.

Leia também